Dia a dia

Como tudo começou 

 Morar fora do Brasil era um desejo que meu marido e eu cultivávamos há um bom tempo. Desde a época do namoro, na verdade. Conhecer outras culturas, ampliar nossa visão de mundo, fazer novas amizades, viver experiências e aventuras totalmente nossas e – por que não?! – passar por aqueles maus bocados que se transformam em aprendizados e em histórias engraçadas para contar depois.

Então, a gente sempre esteve aberto às oportunidades. Por ter trabalhado em uma multinacional, vez ou outra, o Tiago me falava sobre as vagas abertas em outros países. Em uma dessas, quase deu certo na Inglaterra, mas ainda não era a nossa grande oportunidade.

A rotina nos últimos meses aqui no Brasil estava cada vez mais desgastante. Morando em São Paulo (SP), o Tiago tinha que acordar antes das cinco da manhã para chegar em Jundiaí, para onde havia sido transferido. Não queríamos mais viver nessa correria por muito tempo. Estávamos procurando apartamentos em vários outros lugares mais próximos da empresa, em busca de um pouco mais de conforto e, principalmente, de mais tempo para ficarmos juntos, nosso passatempo favorito.

Num belo dia de agosto de 2015, o Tiago recebeu um e-mail direto da Alemanha, de uma nova empresa. Seu currículo havia sido entregue a eles e estavam interessados em contratar um profissional com as características descritas naquele documento. Você pode imaginar como o meu coração disparou. “Será agora, meu Deus ?!”

Mas o tempo passou e não recebemos nenhum retorno. Setembro… Outubro… Tiramos férias, viajamos e até desencanamos dessa história de mudar de país. “Melhor continuar procurando apartamentos em Jundiaí”, pensávamos.

Novembro chegou e, com ele, mais um e-mail daqueles! “Tiago, queremos contratar você”, dizia. Era difícil de acreditar. Mas à medida que as conversas avançavam rapidamente, ficávamos tranquilos. É claro que eu não vou negar o frio na barriga e os disparos das batidas dos nossos corações. Porém, não havia agitação, ansiedade ou preocupações.

Na verdade, entendemos que era a oportunidade que aguardávamos e pedíamos para Deus todos os dias em nossas orações – “Senhor, gostaríamos de ter uma rotina mais tranquila, mais tempo para ficarmos juntos e um lugar com mais conforto para planejarmos o futuro da nossa família. Independentemente de onde for, sabemos que o Senhor tem o melhor para nossas vidas. Amém”.

E agora que dezembro chegou estamos nos preparando para o grande dia – ou os grandes dias, já que o Tiago viaja no começo de janeiro e eu, no final. Vendemos móveis, doamos outros e exercitamos a capacidade de nos desapegar das nossas coisinhas. Um dia, posso falar mais sobre isso aqui, pois esse assunto renderia um bom post.

Certemente teremos boas histórias para contar, tanto das experiências internacionais quanto da própria fase de preparo. Será um enorme prazer registrar tudo isso e, claro, compartilhar com você que está lendo aqui! Por isso, fique à vontade para voltar quando quiser!

Um beijo!

Lissa

Anúncios

30 comentários em “Como tudo começou 

  1. Lissa amiga, Boa sorte nessa nova fase de vida e de relacionamento. Não será fácil, pode ter certeza. Mais com amor e companheirismo vocês passaram pelos rigorosos invernos alemães e se aqueceram no sem amor. Quem sabe não vem de lá uma princesa? Ou um príncipe. Deus abençoe vocês flor 🌷

    Curtir

  2. Lissa, muito obrigada por compartilhar conosco esse momento de vida tão marcante, estaremos sempre na expectativa das novidades. Vocês conquistaram o que almejavam pois se esforçaram e não desanimaram, o Senhor lhes acompanhe por onde florem!!

    Curtir

  3. Poxa, fiquei sabendo da novidade por seu Pai e vou aproveitar para parabenizar vocês pela coragem e pela iniciativa do blog. Sem dúvidas terão muitas belas histórias para contar. Boa sorte!

    Curtir

  4. Querida Lissa,

    Primeiro de tudo, é uma grande alegria e honra ser casado com você! E fico muito contente de você se juntar a mim nessa aventura! 😀
    Sou grato a Deus pela excelente esposa que ele me deu e espero que nossa união seja cada dia mais forte.
    Parabéns pelo blog e espero ler bastante sobre as suas e nossas experiências na Alemanha!!!

    AMO VOCÊ!
    Beijos,

    Curtir

  5. Lissa, conheci sua rede social( instagram) por acaso, e me encantei com tanta delicadeza, bom-humor e vontade de viver novas experiencias.
    Você me pareceu um ser iluminado, e vindo ler seu blog, só confirmei ainda mais esse pensamento. Por tanto lhe desejo muito sucesso e felicidade nessa nova fase, e que a Alemanha, seja um lugar de muita alegria e realização para você e seu marido. Beijos e tudo de melhor.

    Curtir

  6. Oi Lissa! Estou te acompanhando há pouco tempo, mas estou amando seus posts e vídeos do canal. Foi bem emocionante ler a sua postagem, parabéns a vocês, por todas essas conquistas e coragem! Eu tenho muitas perguntas mas irei fazer apenas uma hoje: por qual motivo você não pode embarcar junto com o seu marido? Obrigada! Grande abraço!

    Curtir

    1. Olá, Nicole! Obrigada pelo comentário! Meus canais andam meio desatualizados, né? hehehe! Qualquer hora volto a postar com mais empenho.
      Fiquei feliz que tenha gostado de ler sobre nossa mudança aqui para a Alemanha.

      Sobre sua dúvida, quando viemos de mudança, o Tiago precisou vir primeiro antes, pois o trabalho dele aqui já iria começar na semana seguinte. E eu precisei ficar mais um mês no Brasil, pois ainda tínhamos algumas pendências para resolver por lá. Afinal, tivemos apenas 3 meses para nos preparar para vir para cá.

      Mas deu tudo certo. Hehehe!

      Beijos para você!

      Curtir

  7. Ah, entendi! Que legal, parabéns pra vocês, admiro vocês demais!
    Siiim, quando puder voltar a postar mais será muito bom, amei os vídeos e já assisti todos!
    Eu tenho algumas perguntinhas com relação a alguns vídeos do seu canal:
    1. Gostaria de saber o nível de conhecimento de inglês e alemão do seu marido quando ele conseguiu a vaga de emprego na Alemanha
    2. A tua professora de alemão ela é alemã e sabe português?
    3. Gostaria de saber se a água daí faz mal pra saúde. Vocês usam ela pra tomar ou compram mineral?
    4. E por fim gostaria também de saber o ar aí na Alemanha nas grandes cidades tem poluição como no Brasil

    Desculpa tantas perguntas, agradeço muito pela atenção! Grande abraço! Beijos! :*

    Curtir

    1. Respondendo… 🙂
      1) Ele já era fluente em inglês, mas quase não sabia nada de alemão;
      2) Já tive várias professoras aqui, todas são alemãs. Nenhuma fala português. As aulas são somente em alemão, desde o primeiro dia (acredite: isso dá super certo!);
      3) Que eu saiba, a água daqui não faz mal pra saúde! hehe! Bebo todos os dias direto da torneira;
      4) Eu não sei exatamente o nível de poluição nas cidades aqui. Porém, minha impressão é de que aqui o ar seja melhor e menos poluído. Mas, como disse, é apenas uma impressão pessoal. Não conheço nenhum estudo para comprovar esse “achismo”.

      Beijão! :*

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s