Dia a dia

Enquanto espero

Sinto a falta dele

como se me faltasse um dente na frente:

excrucitante. 


Que medo alegre,

o de te esperar.

(Clarice Lispector)

É incrível como o tempo parece uma eternidade quando estamos com saudade. Sei que falta pouco para eu embarcar e encontrar o Tiago, mas, dentro de mim, o tempo insiste em ficar me lembrando de que esse tão esperado momento ainda não chegou. 

Enquanto espero minha vez de partir para Alemanha, vou tentando me distrair com algumas atividades. Comecei um curso intensivo de alemão, que tenho chamado de “introdução ao módulo 1 do livro dos principiantes na língua”. E, por mais básico que seja, já aprendi várias coisas legais! Vira e mexe, uma palavra alemã fica na minha cabeça, fazendo-me repeti-la incansavelmente para eu ficar ouvindo o som dos erres guturais e dos esses chiados. Uma delas é “Hausaufgabe” (dever de casa, tarefa – “ráussaufigábe”). Já adoro essa palavra! Hausaufgabe… Hausaufgabe… 🙂

Lá da Alemanha, o Tiago continua me mandando notícias muito boas – o que só aumenta ainda mais a minha vontade louca de estar com ele. Fez amizade com os colegas, visitou lugares tão encantadores quanto antigos, experimentou o gosto delicioso dos chocolates europeus,  passou por típicos apuros de estrangeiros no supermercado e até já deu a volta por cima, tudo com o bom-humor de sempre, claro.

Além de toda essa saudade, um frio na barriga enorme me acompanha. Não pelas novas aventuras em terras desconhecidas – pois estou extremamente animada! -, mas pela longa e solitária viagem que tenho à frente. Sendo mais clara: eu detesto aviões, e o fato de voar sozinha me deixa ainda mais apreensiva. Já fiz longas viagens a sós – meu primeiro voo foi, inclusive, de São Paulo a Paris, no meu intercâmbio -, mas esse é um medo que eu ainda não venci. Só sei que quando eu desembarcar na Alemanha, serão duas alegrias: sair do avião e encontrar o Tiago. Ufa!

E é claro que, enquanto espero, procuro aproveitar muito bem os últimos dias em solo brasileiro. É gostoso abraçar a família, estar com amigos e conversar em português com as pessoas na rua. Sei que vou sentir muita falta de tudo isso… Mas sei também que haverá hábitos e coisas alemãs pelos quais vou me apaixonar, sentindo falta quando estiver de volta ao Brasil.

Ou seja, emoções é o que não me falta. Aqui ou lá, há muito para viver. Que seja intenso, então, como já tem sido toda essa saudade e a vontade de estar com ele!

Anúncios

3 comentários em “Enquanto espero

  1. Oi Lissa, já te sigo no Instagram desde o ano passado, por um acaso vi uma foto sua no feed e essa foto me chamou muito a atenção. Cliquei no seu perfil e comecei a ler a postagem referente a foto. A foto era do seu casamento e a postagem falava sobre a emoção desse dia inesquecível em sua vida! Fiquei encantada com a foto e com suas palavras, desde aquele dia passei a te seguir no Insta e não te larguei mais! rsrsrs… Desejo que tudo ocorra bem em sua viagem… Que Deus te acompanhe e te proteja! Estou na ansiedade para começar a ver postagens suas sobre a Alemanha! Beijos.

    Curtir

    1. Oi, Sara! Poxa, fiquei muito feliz com seu comentário! Obrigada pelo apoio e carinho e também por me acompanhar sempre. Se puder, deixe um comentário no meu insta pra eu poder seguir você lá também. Um beijão!

      Curtir

  2. Lissa: Vá tranquila que o país é excelente, o local onde vocês vão residir é muito charmoso (procurei no titio Google e descobri castelos lindos, restaurantes cheios de charme, lojinhas imperdíveis…etc…etc…etc… sem contar que, pelo que lí, o povo é muito hospitaleiro. No mais, vocês já viveram em São Paulo e lá fizeram seu treinamento de sobrevivência na selva… Um grande amigo meu, prefeito de Leme, comentou ainda hoje: ” – Arrudinha, daqui a alguns anos, para visitar São Paulo você terá que agendar a visita como hoje se agendam consultas no SUS.” E ainda receberá como resposta que tal visita só poderá ser possível após trocentos meses….(risos) Então, aproveite o conselho do tio idoso e aproveite ao máximo sua estadia nesse País maravilhoso. Carpe diem, quam minimum credula postero, é uma expressão em latim que significa “aproveite o dia de hoje e confie o mínimo possível no amanhã”. A frase foi escrita por Horácio Flaco (65 a.C.- 8 a.C.), poeta e filósofo da Roma Antiga, no livro “Odes”, uma das obras mais importantes da literatura universal. que completo: aproveite a estada, curta o casamento, faça amigos, passeie, e – SEMPRE – agradeça a Deus pelas oportunidades oferecidas.
    Quanto ao voo, tenho um amigo, futuro instrutor de voo em ultra leve, Comandante Guilherme Nascimento, da Azul, voador de jato EMB-190, que me garantiu com declaração registrada em cartório: “TUDO QUE SOBE, DESCE. DE UM JEITO OU DE OUTRO!”…..(Brincadeira – RISOS)
    Não se preocupe que seu voo será tranquilo em “Céu de Brigadeiro”.
    Vá com calma e saiba que Deus está na cabine de pilotagem.
    Vocês serão, está profetizado, prósperos, sábios e extremamente felizes!
    Um enorme beijo ao Ti e a você dos tios Luiz Augusto (TÙ), Maria Cristina (TINA) e dos primos Luiz Guilherme/Rita e Matheus, Domingos/Camila e Luiza e Fernando e Mariana, além da Tia Luiza (Lú) e Vó Maria Rosina (RÓ).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s