Dia a dia

20 coisas que aprendi sendo imigrante (até agora)

Na faculdade, meu professor de Linguística dizia que estamos sempre nos transformando em pessoas novas por meio das experiências de cada dia. Que éramos uns no início das aulas e outros depois de compreender o conteúdo estudado. Uns antes de ler um livro e outros ao terminar a leitura. 

É assim que tenho me sentido ao me comparar com quem era há três ou quatro meses. Ainda que eu seja imigrante há tão pouco tempo, percebo que tudo o que estou aprendendo já tem contribuído com novos traços em mim mesma e me ajudado a abandonar alguns outros pra trás.

Aprendi, por exemplo, que escrever um blog para relatar cada etapa dessa aventura é uma forma deliciosa de fazer uma pausa para fixar e refletir sobre esse conteúdo intenso que a Alemanha tem me ensinado. Por isso mesmo, hoje eu quero contar mais sobre alguns desses aprendizados. 🙂 Vou tentar enumerar 20 aqui:

1 – Aprendi, na prática, o que eu já sabia na teoria – foi Deus quem conduziu o Tiago e eu até aqui.

2 – Aprendi mais sobre meu próprio valor, especialmente por enxergar, mais nitidamente, que sou capaz de ir além do que eu imaginava, ainda que sozinha, com medo ou com frio na barriga. 

3 – Aprendi a rir de mim mesma e a rir de situações embaraçosas ou intimidadoras. E aprendi que não preciso me levar tão a sério para aprender com os próprios erros.

4 – Aprendi que algumas coisas superficiais e mesquinhas, que eu achava que não tinham valor para mim, só estão perdendo espaço no meu eu de agora.

5 – E que tantas outras coisas preciosas, simples e verdadeiras, que eu achava que já valorizava, só estão sendo construídas concretamente dentro de mim hoje em dia.

6 – Tenho aprendido que saudade dói. E que essa dor não é só uma forma de expressão.

7 – Aprendi (de novo, pois já sabia) que chorar me alivia.

8 – Aprendi que morar longe do restante da família pode fortalecer ainda mais um casal. Que, apesar de ser muito difícil tomar decisões apenas a dois, essa interdependência nos une ainda mais para arcar com as consequências boas e ruins em total parceria.

9 – Aprendi que o mundo é pequeno demais para chamar um único lugar de casa.

10 – E que é grande demais para fazer morada em apenas dois lugares dele.

11 – Comprovei (mais uma vez) meu amor por idiomas.

13 – E comprovei (também mais uma vez) que a fonética do português brasileiro é extremamente favorável durante o aprendizado de outros idiomas.

13 – Ainda sobre linguagens, aprendi que não é preciso falar a mesma língua para cativar alguém e ser cativado. Não é preciso falar para se fazer entender. E dá para se comunicar muito bem ainda que nenhuma das palavras sejam compreendidas pelos falantes da conversa. Ah! E que as gargalhadas são contagiosas independentemente do idioma.

14 – Aprendi que não é tão difícil se desapegar das coisas que você tem e até das que você ama. Basta querer. E que o desapego é algo muito mais prazeroso do que eu imaginava.

15 – Aprendi a fazer compras de maneiras mais consciente. Amanhã, eu posso ter que me desfazer de tudo outra vez.

16 – Aprendi a dar mais valor aos dias ensolarados.

17 – Aprendi que se eu precisasse voltar hoje para o Brasil, já teria valido a pena.

18 – Aprendi que vale mais aprender do que permanecer na zona de conforto.

19 – Aprendi, na prática, aquilo que meu professor de Linguística me ensinou na teoria: eu nunca mais serei a mesma pessoa.

20 – Compreendi, de maneira ainda mais profunda, minha total dependência do cuidado de Deus, que me permite seguir aprendendo.

Só foram três meses até agora… Logo essa lista aumenta! 🙂

Anúncios

16 comentários em “20 coisas que aprendi sendo imigrante (até agora)

  1. Outro item que vc já deve ter percebido é a questão de pontualidade nos horários, com eles não se pode atrasar 1 minuto, isso ru axei o máximo pq odeio esperar,aff.. tô feliz por vc, pena nao ter tido teu apoio qdo tava ai que certamente nao teria desistido, mas ta bom estou agora convencendo o marido de tentarmos outra oportunidade e cabe a Deus nosso destino!! Super bj flor

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Raquel, tudo bem? Realmente, a pontualidade alemã é algo admirável. Mas, como você, também me considero uma pessoa pontual e bastante precisa nas horas. Então, estou amando! Um beijo pra você e espero que logo que possa ter outra oportunidade fora do conforto do Brasil!

      Curtir

  2. Seus textos são lindos! Vibro com cada frase escrita. Fico feliz por vocês dois e como você, tenho certeza que estar distante dos parentes une mais o casal. Saudades imensas, mas com alegria por vocês estarem bem. Bjs da Vó.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vó… Que saudade!!! Estar longe pode até ser bom pro casal, mas uma coisa é verdade: estamos contando os dias para ver vocês logo! Que Deus continue abençoando vocês e abençoando a gente aqui. Obrigada pelo seu carinho conosco. Fiquem com Deus!

      Curtir

  3. Aprendi muitas coisas com o seu aprendizado. Aprendi, especialmente, a enfrentar dificuldades, mesmo com frio na barriga. Tive que passar por isso nesta semana, e hoje estava pensando que jamais o faria de novo. Mas espelhei meu pensamento em você e achei que posso repetir o processo. Obrigada por me ensinar que frio na barriga é uma coisa que dá e passa.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Suely! Fiquei muito feliz com seu comentário! Vai fundo! E vai com frio na barriga mesmo! Ele passa, depois volta, mas não pode nos impedir de ser feliz. Aliás, enfrentá-lo ou ter a companhia dele enquanto fazendo um desafio é algo muito bom para nós mesmas. Um beijo!!

      Curtir

  4. Boa noite.
    Em primeiro lugar, parabéns pelo blog. Muito esclarecedor eu diria!!!
    Minha esposa e eu estamos prestes a passar por algo parecido. Então estou encaminhando suas experiências pra ela.
    Em contrapartida fiquei curiosos com algumas coisas:
    O marido trabalha em que??? Eu, no ramo da informática.
    Também tenho paixão por idiomas.
    Sua formação foi português/inglês?
    Obrigado!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Medeiros, obrigada pelo comentário! Fico feliz que eu possa estar contribuindo de alguma maneira.
      O Tiago, meu marido, é engenheiro eletricista e, na Alemanha, tem trabalhado com programação de Softwares. Já a minha formação é em Português, Francês e Italiano. O inglês eu falo (mediocremente) por ter estudado na infância e adolescência, mas não é o meu idioma favorito, não. E, aqui, estou tendo a maravilhosa experiência de aprender Alemão. É muito legal!
      Bom, se precisarem de alguma informação, podem escrever novamente. Ficarei feliz se puder contribuir.
      Um abraço e tudo de bom para vocês nessa nova etapa!

      Curtir

  5. Minha querida, vocês sabem a falta que fazem na nossa casa, em nossos tempos de almoço e jantares, nossos passeios juntos,nossas noites dividindo a cama em 6….hahahhahahaha….mas temos certeza que Deus os tem guardado e dirigido, e acima de tudo tem permitido essa maravilhosa experiência na vida de vocês. Aproveitem tudo, cada dia mas cima de tudo continuem sendo bênçãos onde estiverem. Nós esperamos com saudades mas cheios de amor e contando os dias para tê-los conosco aqui ou aí!!!!!! Amamos vocês!! Momis e Popis

    Curtido por 1 pessoa

  6. Oi Lissa! Não tem como não dizer que você tem um dom maravilhoso de escrever linda e suavemente, e de expressar tão bem os seus sentimentos através das palavras! Você não sabe, mas você é minha companheira também nessa jornada. Cheguei de mudança na Alemanha em dezembro de 2015 e, como você, vivi e vivo a cada dia, as alegrias e os dissabores desse desafio. Só tenho a te dizer, muito obrigada! Você faz o calor humano brasileiro chegar até aqui!

    Curtir

    1. Olá, Iracema! Obrigada pela mensagem e pelo carinho de seu comentário.
      Fiquei muito feliz ao saber que você também chegou na Alemanha praticamente junto comigo e que compartilhamos de tantas coisas em comum.
      Desejo a você tudo de mais maravilhoso aqui e em qualquer lugar do mundo.
      Aproveitando, onde você mora na Alemanha? E como tem sido sua rotina?
      Um beijo!
      Lissa

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s